Concerto da Orquestra Clássica da Madeira no Centro Cívico do Estreito de Cª de Lobos
Com a intenção de valorizar, uma vez mais, o excelente património deixado pelos compositores madeirenses, a Orquestra Clássica da Madeira, promove no próximo domingo, 20 de Outubro do ano em curso, pelas 18 horas, no Centro Civico do Estreito de Câmara de Lobos um concerto intitulado “Candido Drumond de Vasconcellos & Machete madeirense oitocentista” e que está centrado no machete e em 13 obras do compositor madeirense orquestradas por quatro músicos da Madeira.

As obras eram originais para machete e guitarra, ou viola francesa, e foram feitos arranjos para serem interpretadas pela orquestra.
Francisco Loreto trabalhou a Marcha nº 1, a Marcha nº 21, a Roza Polka e um Tema e Variações. Jorge Maggiore ficou com a Waltz nº 22, a Clara Polka e a Valsa dos Peruns. Bollera nº12 , Marcha nº 2 , Introdução, Tema e Variações foram os temas entregues a Nuno Henriques, e Marcha nº 4, Waltz nº 15 e Os Olhos Pretos, a Rodrigo Camacho.
A direcção artística é de Norberto Gomes, que seleccionou uma série de programas e de maestros para os vários espectáculos. A Orquestra apresenta-se neste regresso com 42 músicos. Será reforçada com os melhores alunos do Conservatório ao longo do ano, estreitando assim uma recção que já existia, mas que agora assume novos contornos.
Para o concerto no Estreito de Cª de Lobos será convidado o maestro Luis Andrade. O madeirense que dirige a Orquestra de Câmara Enigma em Stokkem, na Bélgica, vai dirigir ainda Robert Moritz.
Os bilhetes terão um custo para o público em geral e para crianças com mais de 12 anos é €5,00. €2,50 é o valor para grupos de 10 pessoas e para crianças entre os 6 e os 12 anos.
Os alunos do Conservatório de Música e Escola das Artes não pagam, mediante a apresentação de cartão.
Refira-se que Candido Drumond de Vasconcelos (1841 – 1866) é um dos mais notáveis compositores madeirenses do século XIX, havendo mesmo quem defenda que foi o mais importante da sua época na Região. 150 anos depois, o desafio lançado a estes jovens compositores foi o de recriarem estas peças para uma orquestra clássica, mantendo a mesma atmosfera dos concertos  de beneficência e das grandes festas da época

terça-feira, 15 de Outubro de 2013
Bookmark and Share

Anterior No items in this loop