C.ª de Lobos implementa prémio de mérito escolar
Executivo municipal realizou encontros de trabalho com as escolas do concelho

O executivo camarário de Câmara de Lobos efectuou, ontem e anteontem, encontros de trabalho com 19 escolas do município, com vista a apresentar cumprimentos à comunidade educativa, bem como identificar no terreno as carências prioritárias em matéria de infra-estruturas e manutenção.
A edilidade adianta que estas visitas resultam do compromisso político estabelecido pelo actual executivo de reforçar a intervenção da autarquia no acompanhamento à actividade educativa e à manutenção das escolas do município, tendo em conta as competências suas nesta matéria.
Refira-se que o município de Câmara de Lobos é a segunda maior comunidade educativa da Região, totalizando cerca de 2.400 alunos do 1.º ciclo e pré-escolar, pelo que a educação apresenta-se como uma área de grande relevância para o município, sobretudo atendendo ao facto de o concelho ser aquele que tem a taxa de população mais jovem da Madeira.
Tendo sido auscultados os directores, os professores, os alunos e os funcionários dos diferentes estabelecimentos de ensino, a autarquia apresentou alguns objectivos prioritários em matéria de política educativa municipal. Um dos objectivos, adianta a edilidade numa nota enviada à nossa redacção, é «implementar no corrente ano lectivo o Prémio de Mérito Escolar “Joaquim Pestana”, para estimular, reconhecer e distinguir anualmente, no arranque do ano lectivo subsequente, o desempenho escolar dos melhores alunos de cada estabelecimento de ensino da rede pública sediados no concelho». A denominação do prémio Joaquim Pestana visa também enaltecer e recuperar a memória histórica do poeta camaralobense do século XIX, que se distinguiu como um dos vultos da corrente literária Novo Trovador e do ultrarromantismo.
Por outro lado, a Câmara Municipal de Câmara de Lobos pretende promover no mês de Março de 2014 o primeiro seminário sobre educação no concelho, envolvendo toda a comunidade educativa e convidando especialistas regionais e nacionais, para, em conjunto, debater temas relacionados com o sistema de ensino.
É também pretendido reforçar a intervenção do município ao nível da manutenção das escolas do primeiro ciclo, em especial, conforme necessidade identificada pela comunidade educativa de diversos estabelecimentos de ensino, a criação de pequenas zonas exteriores cobertas, dotadas de adequadas condições para o recreio dos alunos nos períodos de Inverno e chuva.
A edilidade compromete-se a dar continuidade a este tipo de encontros de trabalho, no sentido de resolver com maior celeridade os aspectos que dependem da gestão autárquica, em termos da educação básica, bem como para estabelecer uma política educativa municipal integradora e que envolva todos os parceiros e agentes da comunidade educativa concelhia.

quarta-feira, 30 de Outubro de 2013
Bookmark and Share Jornal da Madeira

Anterior No items in this loop