Estreito de Câmara de Lobos

 

Terra onde se produz grande parte da uva que alimenta a fama do Vinho Madeira, a freguesia do Estreito de Câmara de Lobos deve o seu nome, a exemplo de outros existentes na ilha da Madeira, ao alargamento do nome dado, primitivamente, a um pequeno lugar. Provavelmente em 1509, foi criada a paróquia, que tem como orago Nossa Senhora da Graça, com festividade certa no dia 15 de Agosto de cada ano.

A freguesia é limitada a Sul por Câmara de Lobos, a Norte pelo Jardim da Serra e Curral das Freiras, a Leste pela Ribeira dos Socorridos e a Oeste pela Quinta Grande e Câmara de Lobos.

Compõem a freguesia os seguintes sítios: Barreiros, Cabo do Podão, Casa Caída, Covão, Panasqueira, Fajã das Galinhas, Fontes, Garachico, Igreja, Marinheira, Pico e Salões, Quinta de S. António, Ribeira da Caixa, Ribeira Fernanda, Romeiras e Vargem.

A freguesia do Estreito de Câmara de Lobos foi elevada à categoria de vila por Decreto Legislativo Regional e Publicado no Diário da República no dia 14 de Setembro de 1996, sendo a data da sua elevação o dia seguinte.

Locais de interesse turístico: Levada do Norte, Igreja matriz, capelas de Santo António, das Almas, de Santa Ana e de Nossa Senhora da Encarnação, Igrejas de Nossa Senhora do Bom Sucesso, Calvário e Via Sacra.<