A denominação do concelho de Câmara de Lobos está umbilicalmente ligada à espécie “Lobo Marinho”. Aquando da descoberta da Ilha da Madeira, em 1419, e na sequência do reconhecimento à costa, os marinheiros aportaram a uma baia onde encontraram uma grande colónia destes animais marinhos a que baptizaram de Câmara de Lobos.

Este animal, originário do Mar Mediterrâneo, está hoje em vias de extinção, sendo que na Região Autónoma da Madeira está confinado a uma pequena colónia nas ilhas Desertas.

A denominação cientifica desta espécie é “monachus monachus”, mas é vulgarmente conhecido por “Lobo Marinho” devido às vocalizações em tom de urro e também por ser um animal carnívoro. A denominação de “Foca Monge”, deve-se às pregas que possui no pescoço, quando está em descanso, que lembra um capucho de monge; e ainda por ser um animal de hábitos solitários.